O Departamento Municipal de Cultura de Jacarezinho abriu nesta semana as inscrições para os professores interessados em ministrar as Oficinas Permanentes. O prazo encerra na próxima sexta-feira, 17, e a proposta deverá contemplar os critérios apresentados no Edital.

Serão divididas em cinco áreas: Cênicas (Teatro Infantil, Teatro Adulto, Cinema/Vídeo), Música (Violão/Guitarra, Piano/Teclado, Canto/Coral), Dança (Ballet, Dança Contemporânea – jazz/street), Artes Plásticas (Pintura/Desenho, Escultura) e Letras (Produção Literária – prosa e verso).

Embora o formulário contenha campos específicos para as oficinas proposta por este Departamento de Cultura, haverá também campo para proposta de outras oficinas, ficando assim democratizada também a oferta de oportunidades para professores que apresentem ao município idéias que podem agregar ainda maior valor ao projeto de Oficinas Permanentes, identificando tendências e aspirações nos diversos campos de manifestação artística.

A realização de toda Oficina Permanente está condicionada a um número mínimo de 10 inscritos. E portanto a efetiva contratação do professor será realizada ao término do período de inscrições para a Oficina Permanentes proposta.

Entre os objetivos está dar oportunidade a alunos e professores, no exercício da função artística, de expressarem através do domínio de técnicas, conteúdo e prática, seus dons artísticos, levando também ao público espetáculos, apresentações, produções e outras formas de manifestação, que buscam o reconhecimento do talento que indelével permeia o reconhecimento de Jacarezinho.

“Este programa é muito bom e iremos manter, pois com certeza ajuda muitas famílias e ensina algo de valor aos jovens”, ressaltou a Diretora de Cultura, Suzana Bett Bagio. Através das Oficinas Permanentes há democratização do acesso a cultura e aos meios de produção cultural a todos os interessados, sem distinção, sem segmentação ou reservas. É o pleno exercício da cidadania, através da expressão artística, rica e original, que nasce da necessidade de expressar através da arte a percepção que o cidadão tem do mundo e sua vontade de modificá-lo.